Novo Blog

Se alguém ainda lê isso, deve ter reparado que está abandonado. Bom, vim aqui para avisar que criei um novo blog, para os amantes de poker.
Na verdade, ele faz parte de um projeto pessoal: estou me desafiando a rankear o blog no Google. Quem quiser conhecer, ajudar comentando ou colocando um link em seu próprio blog, agradeço. Para conhecer, basta clicar aqui.

Muito obrigado!
Abraços!
Read More

Saudade eterna – 50 anos de Renato Russo

e9cf7557-1ecf-40b1-90c2-87be1b6303be
Ele não morreu. Pessoas como Renato não morrem. Simplesmente deixam de habitar esse mundo, pequeno para suas grandezas.
O programa “Altas Horas” da madrugada de domingo, 28/03 fez uma homenagem ao cantor. Pela primeira vez após 16 anos, Dado Villalobos e Marcelo Bonfá – os outros integrantes da Legião Urbana - tocaram juntos na TV. Da homenagem, idéia boa com apresentações duvidosas (caso principal do J Quest cantando Pais e Filhos), somente uma certeza – Renato é, realmente, insubstituível.
As letras eram as mesmas, o espírito e energia totalmente diferente. Entre nostalgia e tristeza, só podíamos pensar: que falta você faz, Renato.
A voz, peticidade e energia que só ele tinha. Um gênio. Simplesmente gênio, não há outra palavra que possa descreve-lo.
As letras de amor com a emoção profunda que só ele conseguiu nos passar, as letras de política e sociedade com a razão que só ele conseguiu demonstrar.
Renato não contou a história da Legião Urbana. Ele contou a história da legião de fãs. Em cada momento de qualquer brasileiro, com certeza há um trecho em alguma música do Legião. Nossa vida está escrita ali, por Renato, mesmo que essa não tenha sido sua intenção.
Renato é o homem que nos questionou sobre que país é esse e ao mesmo tempo nos disse que o sol voltaria amanhã. E em Renato, nós acreditamos. E esperaremos aqui, pacientemente...
Read More

O grande circo

get
Cinco dias e centenas de pessoas em frente a um fórum em São Paulo. O casal Nardoni é julgado. Faixas com pedidos de justiça sendo levantadas, gritos e algumas tentativas de agressão ao advogado de defesa do casal. Circo.
Palhaços que achavam fazer mágica.
Alguns queriam apenas aparecer na Sônia Abrão, outros se identificavam com o sofrimento da mãe. Mas ainda assim eu via um circo.
Pessoas reunidas em frente a um fórum para pedir justiça é ter tempo perdido. Estavam em frente ao local onde se faria a justiça – com ou sem eles. Sem julgar méritos, mas o casal Nardoni saindo de lá culpado ou inocente, a justiça teria sido feita. Afinal, pra isso foram chamados os jurados. Júri popular significa que pessoas são convocadas para representar a população. E julgar.
Pessoas em frente ao fórum gritando é baderna. Nada mais. Não precisava disso, definitivamente.
E porque tanta indignação de minha parte? Pelos protestos fora de hora. Vi uma velhinha que viajou da Bahia até São Paulo para ficar em frente ao fórum protestando. Mas não vejo ninguém saindo de São Paulo até Brasília (metade do caminho que a velhinha fez) protestando contra nossos políticos.
Alguns dizem que os protestos tinham a ver com a sensação de proximidade, a identificação com o sofrimento da mãe da menina. Mas será que ninguém percebe que deveríamos nos identificar com nosso dinheiro indo embora dos cofres públicos? E não é o problema de perder dinheiro. É perder vidas. Esse dinheiro que enriquece uns poderia ser usado para investir em saúde, por exemplo, e salvar muitas outras vidas.
A justiça foi feita no caso da menina Isabela – com ou sem manifestantes –, mas ela não voltará.
Vamos fazer manifestações agora que levem políticos a júris populares. Vamos fazer manifestações que ao menos acabem com a imunidade parlamentar. Enfim, vamos fazer manifestações em prol de vidas que podem ser salvas.
Read More

Vamos culpar a chuva por derramar água?

Olá a todos! Depois de dois “pseudoartigos” seguidos, melhor voltar às notícias – que já estão se acumulando nos meus “favoritos”.
Vamos começar pela tão temida chuva e a cidade de São Paulo. “Kassab desapropria áreas para construir 3250 moradias” – essas novas moradias serão para atender, prioritariamente, às famílias que tiveram que sair de suas casas por causa dos alagamentos frequentes, principalmente as do Jardim Pantanal. An?! Jardim Pantanal? Pera aí… se você mora em um bairro chamado Jardim Pantanal, não era esperado que ele alagasse em certa época do ano?
Só para continuar com as chuvas, outra notícia: “chuva causa alagamentos e queda de árvore em SP”. E todos contra chuva! O governo - e especialistas - diz que está chovendo mais que o normal. Ou seja, estão querendo culpar a chuva por fazer exatamente o que se espera que a chuva faça: derramar água. Fora isso, essa notícia já é bem figurinha marcada no site do terra. Sugiro que meus companheiros, jornalistas, comecem a mudar a manchete: “Chuvas MANTÊM alagamento em SP e já são as maiores responsáveis pelo desmatamento na cidade de SP”. Aí sim, ficaria uma notícia mais atualizada.
E meu companheiro, Boris Casoy – aliás, é meu companheiro porque todos são, afinal, ele também não tem diploma –, do alto de seu altoescalão, em estúdio, discriminando os garis de SP. Nada que não poderia se esperar de alguém que trabalhou com o governo militar do país. E sem mais sobre esse assunto.
E a Petrobras, que agora vai buscar petróleo em águas ultra profundas no mar negro… Acho interessante a Petrobras, o negócio dela, agora, parece ser BUSCAR petróleo, porque coletar mesmo, nada. É a empresa mais curiosa que existe no mundo: está sempre procurando algo, quando encontra se satisfaz.
Falando em Petrobras, lembro-me do Brasil. Subimos cinco posições no ranking de qualidade de vida, estamos em 38º lugar. Poderia ser até mais ou menos bom, mas ainda estamos atrás dos argentinos. E isso é péssimo, porque argentinos convivem com argentinos – o que torna a qualidade de vida deles muito baixa!
E por falar em Brasil, lembro-me do RJ. Pense em um concurso público ingrato… … … pensou? UERJ divulga notas da prova discursiva para a polícia e bombeiros do Rio. Nem preciso comentar, né?!
E por falar em Rio, sem maldade, lembro-me de traficantes: “Museu mostra luxo excêntrico dos traficantes”. Dentre as “excentricidades”, temos uma pistola de ouro (e não é a do 007, com trocadilhos):
pistola Mas acho que não podemos falar mal dos traficantes. Eles vendem drogas, ganham dinheiro e pintam de ouro seu instrumento de trabalho… temos casos assim no Brasil, também. Pessoas que trabalham com drogas – descaradamente –, ganham dinheiro e pintam seu instrumento de trabalho de ouro. Exemplo:
Raul Gil Foto002Lembram quando eu falei sobre os padres em um artigo recente (sobre religiões)? Acho que o padre aqui de Rio Preto leu meu blog e não me deixou ficar sem provas: “Padre sem CNH por dirigir bêbado se envolve em novo acidente”. Vale a pena dar uma conferida na notícia e ver o histórico de tal padre.
Para terminar, “animal misterioso filmado nos EUA resgata lenda do ‘Pé Grande’”. Mais uma daquelas filmagens em que não sabe se está vendo um macaco, urso ou borboleta e que vira mito…
Por hoje é só. Não tenho diploma nem de jornalista nem de biólogo, então não posso dizer se o pé grande existe… mas sei que Brasília está infestada por uma espécie de Mão Grande!
Read More

Previsões para 2010

Começo de ano. Época de esquecer as promessas feitas no fim do ano passado. O ano novo começa e você está com raiva porque engordou e se endividou (mais um pouco) – o que é pior: endividou-se para engordar.
Este ano (primeiro post do ano), começarei com minhas previsões – e que lhes peço que se lembrem para cobrar meus acertos no ano que vem. Vamos lá:
O sertão não vai virar mar – a seca só vai piorar por lá.
O Lula não vai dar o golpe de estado e tentar nova eleição.
Não sei quanto a vocês, mas eu não estudarei mais nesse ano (prometi isso ano passado, mas já faz parte das promessas esquecidas).
O Irã não abrirá as portas do país para a inspeção da ONU e continuará dizendo que suas usinas nucleares têm fins pacíficos.
Os EUA não acreditarão nisso.
Hugo Chávez xingará o povo americano e ameaçará, durante um discurso de 8h numa TV estatal, de que esse império americano entrará em colapso logo.
Os EUA não acreditarão nisso.
Fidel Castro apoiará Chávez no tal discurso, dizendo que o caminho para o futuro são as “revoluções bolivarianas”.
Os EUA não acreditarão nisso.
Nesse mês de janeiro, as chuvas continuarão a alagar a cidade de São Paulo. É provável que isso aconteça em todos os meses em que haja chuvas.
O Corinthians ganhará a “Libertadores da América”.
Escrevi a linha acima, mas desta vez eu é que não acredito nisso.
Por sinal, o Ronaldo não jogará a copa. Após a copa, ele terá um problema com unha encravada e por isso se afastará dos campos por quatro meses. A imprensa questionará seu condicionamento físico.
O campeonato brasileiro terá muitos erros de arbitragem.
Em Brasília, um senador será investigado por quebra de decoro. Além disso, um deputado será visto recebendo dinheiro indevido. Após uma CPI, ninguém será condenado.
Por falar nisso, veremos pelo menos meia dúzia de pessoas ridículas que serão candidatos a deputado. É provável que algum cantor de forró (ou coisa parecida) ou atriz de filme pornô esteja nesse pacote.
A Dilma viajará com o Lula para tudo quanto é lugar. O Serra vai reclamar e dizer que o governo está negligenciando a campanha eleitoral.
O Arnaldo Jabor aparecerá no Jornal da Globo com um artigo/crônica sobre isso.
Os cientistas dirão que o aquecimento global está ainda pior – quem é de Rio Preto não precisará de cientista para comprovar isso.
Os EUA até acreditarão, mas não farão nada para mudar.
A partir do mês de setembro, outubro, Santa Catarina sofrerá problemas com muitas enchentes, fruto do aquecimento global.
Os EUA nem ligarão para isso.
Nos EUA, vários tufões passarão pelo país. Haverá alguns desabrigados. Obama viajará para o local e dirá que o governo dará todo o apoio necessário às vítimas.
Depois disso os EUA nem ligarão para isso.
Pois bem... essas são as minhas previsões para esse ano. Guarde-as com carinho e em 2011 vamos compará-las.
Não tenho diploma... mas a Mãe Dinah também não!
Read More

Sobre as religiões

Outro dia estive pensando: por que os judeus são tão perseguidos, historicamente? Holocausto, Irãnianos (na verdade, todo o oriente médio), católicos em geral (vide Papa Pio XII, que viu os fascistas levarem judeus para campos de concentração e nada fez… e será canonizado). A resposta interna que obtive: isso não faz sentido algum. Entretanto, tal pensamento me fez pensar em vários pontos sobre religião, então de pensamento em pensamento, vou transmiti-los por aqui. Começando pelos judeus.
Do ponto de vista religioso, os judeus são fundamentais na história. Só há cristianismo pelos judeus. Eles negaram a existência de seu Messias (Jesus) e o colocaram na cruz. Jesus só se tornou um mártir pela descrença dos judeus. Em outras palavras: será que se Jesus tivesse sido amplamente aceito na época, teria virado o que virou? Ainda mais longe: se Jesus tivesse morrido de velhice, teria ressucitado no terceiro dia? O que eu imagino é: não. Jesus é o que é por se um mártir.
Longe de levantar, aqui, questões ideológicas, se Jesus tinha ou não certos poderes, se era ou não o Messias. Vamos analisar a história de um homem que queria fazer o bem. Ponto final. Vou me libertar das questões religiosas. Vamos nos analisar:
Os judeus tinham motivos para desacreditar de Jesus? Minha resposta é: tinham. Por que? É só analisar as crenças de hoje. Quando vemos Inri Cristo na TV, achamos que é um louco. Pois qual a diferença entre nós acharmos quem se proclama Cristo hoje como louco e brigarmos com os judeus por terem achado Jesus louco?
É uma contrariedade muito grande: acreditamos que o Messias já existiu, mas não acreditamos que está entre nós. Mas, se acreditamos que isso aconteceu, não seria mais fácil acreditar que pode acontecer novamente? Imagine os judeus que se depararam com uma situação inédita. (antes de mais nada, esclareço: não acredito no Inri Cristo)
Aliás, as pessoas se baseiam muito em livrinhos sagrados escritos por humanos (bíblia, al coorão, etc). Não faz sentido. Livros que podem ter histórias bonitas, mas que não devem ser tomados por verdade. Muitas vezes, são livros “manipulados” de forma a conseguir agregar mais pessoas. Por que a bíblia tem escritos banidos (os chamados apócrifos)? Por que não podemos ler qual a versão de Judas na história? Segundo seu apócrifo, ele confirma minha tese: Jesus precisava ser mártir e precisava de alguém para traí-lo. Ainda, segundo Judas, seu amor por Jesus era tanto que ele foi o único apóstulo que conseguiu elevar seu amor ao grau máximo e levar a história adiante.
Minha versão: sem Judas também não haveria cristianismo. Já são dois pontos importantes: os judeus e Judas… (aliás… estranho a aparência desses nomes… mas enfim, prossigamos).
Mais uma coisa: Pedro nega Cristo e depois funda uma igreja? É um começo bem covarde… alta politicagem católica desde o início.
E chego ao ponto onde queria chegar: as religiões em geral – as igrejas e/ou templos. Acho que esse é o mal humano. Uma religião querendo mostrar que é melhor que a outra. Uma querendo mostrar que é dona da verdade. Cada uma seguindo seu próprio livrinho sagrado escrito por humanos. Talvez por isso o mundo ande tão revolto: quando rezamos, há muitos intermediários. O padre/rabino/mufti; os santos; Jesus/Maomé; Deus/Alá/Deuses hindus. Até chegar a Deus, há um caminho longo a ser percorrido. Parece um telefone sem fio: você vai à igreja, assiste uma cerimônia arbitrária e tem uns 3 minutos de oração livre. Aí faz o seu pedido (que tem que ser na igreja/templo/mesquita, por que é lá que é a casa de Deus), o seu pedido passa por todo o caminho que descrevi até chegar a Deus… mas cada intermediário acrescenta uma coisa: você pede paz e o pedido chega lá como “deixa como está”.
Concluindo: devemos diminuir os intermediários de nossa fé. Acreditar que nós conseguimos, internamente, a comunicação necessária. Não há diferença alguma entre nós e os líderes religiosos, todos são humanos. Devemos parar de nos pautar em livrinhos, ditos sagrados. As medidas que tornaram estes livros como sagrados foram totalmente arbitrárias. Se a história tivesse sido um pouco diferente, poderíamos idolatrar, hoje, “Viagem ao centro da terra”, de Julio Verne. Devemos ler estes livros simplesmente como bons exemplos, não como donos da verdade.
A verdade é única: não existe verdade. Não em um mundo tão grande e tão diversificado. Em geral, todas as religiões acreditam em algo parecido como lugar bom ou lugar ruim para onde vão as almas (as vezes o lugar ruim pode ser trocado por reencarnações, carmas, etc). O que levará algo a ser bom ou ruim é o bom senso – não será seguindo cegamente certos livros que fará isso. Fosse isso, os orientais que não tiveram contato com a história Cristã estariam condenados e os ocidentais que não tiveram contato com os Deuses shintoístas também.
Sendo assim, ou aceitamos que não existe verdade – pelo menos no ponto de vista religioso –, ou aceitamos que estamos propensos a ser punidos, caso não tenhamos elegido para nós a religião certa. Fico com a primeira opção.
Por hoje é só. Não tenho diploma nem de jornalismo nem de teologia, por isso, se quiserem, não acreditem em nada do que disse.
Read More

O que acontece com os padres hoje em dia?!

Depois de uma semana sem atualizar – eu realmente precisava de férias –, cá estou. Colecionei notícias durante a semana, mas depois resolvi apagar várias delas. Tentarei um post mais curto, vide que alguns dos meus leitores raramente chegavam ao fim. Nada de muito relevante e tudo muito descentralizado – vários assunstos que pouco se relacionam.
Começando por mensalão do DF – que, pelo jeito, para a imprensa, já deu o que tinha que dar (comenta-se pouco). “Arruda diz que sai do DEM e culpa governo anterior” – o DEM que de demônio virou santinho e fingiu não saber de nada tirou todo apoio ao Arruda – medida inteligente, Lula deveria aprender com isso e parar de apoiar Sarney, mas é outra história. E o que Arruda faz?! Sai por cima. Algo como “não fui expulso, saí porque quis”. E ainda culpa o governo anterior – sinceramente, nem sei quem era governo anterior no DF, mas parece pouco provável que eles tenham culpa no mensalão do Arruda. É como se eu roubasse um banco e culpasse meus pais por não me dar dinheiro.
Lá vou eu falar sobre religião, já pedindo desculpas a quem discordar – e adiantando que isso é um blog parcial e pouco democrático: “Fiel acusa padre de Pedra de Guaratiba de revelar segredos de confissão e de seduzir sua namorada”. O que acontece aqui é, ao que tudo indica, que o padre revelava os segredos do namorado para a namorada a fim de “queimá-lo” e seduzi-la. Realmente não se faz mais padre como antigamente. E por falar em padre, acabei assistindo um pedaço do programa da Xuxa hoje na globo – e podem me CRUCIFICAR por isso –, e vi que a apresentadora gravou uma música com padre Marcelo Rossi. Ora, desde minha infância, me lembro dos boatos de que a Xuxa tinha pacto com o demônio, ou seja, agora ela admitiu. Tenho certeza de que padre Marcelo também tem pacto. Para mim, padre bom é aquele que não fica gravando CD pra ganhar dinheiro nem querendo se mostrar para globo (nem vou colocar no item de padre bom algo como não ser pedófilo – seria exigência demais e restariam poucos).
Em São Paulo, “prefeitura vai transformar área alagada em parque linear”. Algo justo: bombear essa água e fazer parar de alagar dá muito trabalho, tiremos as famílias de lá – quem não sair é que é culpado. Lembrando que nesta mesma área, como mostrou reportagem no Jornal Nacional, a prefeitura construiu escola, a caixa construiu prédios… tudo abandonado, agora. É um ensino de como se gastar dinheiro a toa.
“Dubai prendeu mais de 6 mil pessoas na praia neste ano”. Dentre várias alegações, uma delas é: “olhar de forma provocadora para as mulheres”. QUE BOM QUE ESTAMOS NO BRASIL!
E para continuar ali pelo oriente médio mesmo, “soldados iranianos invadiram campo de petróleo, diz Iraque”. Mas o que é isso? O Irã quer mesmo provocar inveja nos americanos? Fizeram o que Bush sempre quis, mas foram direto ao ponto e não inventaram uma guerrinha interminável para isso.
Para terminar, já que havia escrito um artigo sobre a COP-15, não posso deixar de comentar: DECEPÇÃO. Obama mostrou que propostas eleitorais são realmente propostas eleitorais, não, necessariamente, realidade. O Brasil mostrou que sua “economia avançada” ainda não afeta sua diplomacia – foi assim no caso de Honduras, em que não conseguiu nenhum avanço até agora e foi assim na COP-15. De resto, é torcer e rezar para que aconteça milagres… mas sem intermediários, os padres não andam muito confiáveis!
Por hoje é isso! Não tenho diploma, não tenho ética… mas sou mais confiável que os dois padres que citei!
Read More

Voltando às notícias!

Olá a todos! Atualização atrasada – ontem, sábado, não deu – mas está valendo. Voltando com notícias cotidianas. Semana passada fiz o artigo e confesso que não gostei muito dessa primeira aventura, esperava mais de mim mesmo – mas tentarei outras, com o tempo eu espero melhorar! Mas vamos ao que (des)interessa:
“Juíz proibe crianças e adolescentes em show de ‘pornogode’”. O que está em questão aqui é que o um juíz de Santo Estevão (BA) proibiu que crianças e adolescentes assistissem ao show de uma banda de pagode chamada “O troco”. O juíz diz que a banda faz uma apologia muito grande ao sexo, o que é demonstrado no famoso vídeo da música “Todo enfiado” (que virou febre no youtube e causou a demissão de uma professora). Pois bem, concordo com o juíz – em partes. Primeiro: crianças e adolescentes deveriam ser proibidos de ir a qualquer show de pagode – isso faz mal ao cérebro e pode causar sequelas graves ao desenvolvimento infantojuvenil. No máximo, poderia ser liberado um tradicional sambinha. Segundo: eu quero ver agora se esse juíz tem moral para proibir que as crianças assistam Xuxa e/ou Turma do Didi, em que sempre há uma mulher com roupa curtinha se insinuando. Só depois disso é que eu colocarei fé na justiça e nesse juíz aí!
E, falando em justiça, olha só que sensacional: “Justiça condena Maluf a devolver 15 mi por obra de túnel”. Finalmente o Maluf foi condenado! Segundo a justiça, a obra em questão teve desvio de cerca de 650 mi de dólares. Pera aí? Maluf desvia 650 mi de dólares e é obrigado a devolver 15 milhões de reais?! Então ele não está devolvendo, no máximo está dando troco… vai entender?
E por falar em dinheiro, não posso deixar passar em branco o mensalão do DF, né?! Não falarei especificamente do ato, mas sim das atitudes tomadas: “Manifestantes derruma porta e voltam a ocupar plenário da Câmara Legislativa do DF”. Lado bom: finalmente algum protesto político. Independente de se ter derrubado porta, pisoteado segurança; fato é que qualquer manifestação de caráter político que ocorre em qualquer lugar do mundo não é de um todo pacífico – vide qualquer manifestação em Paris (que geralmente dão resultados). E não estou, aqui, querendo fazer apologia à violência – não precisamos chegar aos extremos, tem que ser nem muito violento e nem muito sutil. Agora, o lado ruim: todos os manifestantes, e são TODOS mesmo, são ligados a partidos político ou sindicais. O que isso significa? Que continuamos sem manifestações civis, ainda estamos dependente de partidos políticos se manifestando.
Agora, para descontrair: “Cobra se confunde e engole o próprio rabo”. Vocês já viram cachorro que corre atrás do rabo? Pois é, o único azar da cobra é que ela o alcançou… vejam a foto no link.
“Raul Gazola é condenado a pagar R$ 8 mil reais em processo”. O ator foi processado por uma jovem por ter cuspido nela. Ele assume que errou mas se defende dizendo que a menina mostrou o dedo a ele, que após breve discussão, perdeu a cabeça e cuspiu na garota. Diz ainda, que isso é culpa dos pais que não educaram a menina. Pera aí, deixe-me entender: a menina, jovem, não foi educada direito pelos pais e por isso mostrou o dedo ao ator. Mas ele, maduro, foi muito educado e cuspiu nela?! Se os pais da menina não a educaram, acho que Gazola é órfão!
Por fim: “Vitor Fasano é contratado para comandar programa na Record”. Trata-se de um programa ligado à natureza. Fontes confiáveis me disseram que o programa teste seria com Fasano caçando veados, mas ainda não decidiram se esse programa vai ao ar… deixa pra lá!

Por hoje é só! Antes que alguém pergunte, realmente não gosto de pagode. E, como não tenho diploma, não sou ético e falo mal mesmo!
Read More

COP 15 – O JOGO DE INTERESSES

Copenhaguem será palco, na primeira quinzena de dezembro, da chamada COP 15 (15ª Conferência das Partes – ONU), grupo que realiza estudos acerca dos problemas ambientais do mundo – mais especificamente, os problemas reacionados à emissão de gases na atmosfera e o consequente aquecimento global. Ao mesmo tempo, ocorrerá também a segunda fase do tratado de Kyoto.
Em jogo, na Dinamarca, diferentes interesses. Para começar, há a disputa entre países em desenvolvimento e países desenvolvidos. Karen Suassuna, analista de programa de conservação do WWF-Brasil explica: "“Os países desenvolvidos querem que as nações em desenvolvimento reduzam suas emissões, mas não estão dispostos a colocar dinheiro nisso. Já estes estão dispostos a reduzir suas emissões desde que tenham um suporte financeiro e tecnológico” – ou seja, temos aqui um loop infinito; no linguajar do jogo, temos um gol a gol: o goleiro dos países desenvolvidos joga a bola para o goleiro dos países em desenvolvimento e vice-versa; ninguém sai ganhando.
Além disso, os países em desenvolvimento defendem a proposta de “redução de emissão proporcional”. Eles defendem que os países desenvolvidos já poluiram mais e por mais tempo, por isso devem arcar com a maior parte dos problemas. Assim, os países desenvolvidos deveriam reduzir mais em menor tempo que os países em desenvolvimento. Há de se pensar que esse é um jogo perigosissimo se pensarmos que em 50 anos as nações em desenvolvimento podem tornar-se desenvolvidas e termos novos países em desenvolvimento poluindo, jogando dessa mesma forma que jogam hoje. Nessa partida, um dos dois times terá que ser altruísta e entregar o jogo.
Como dito, nesse mesmo período de tempo e local, há a segunda parte do tratado de Kyoto. Em jogo aqui, a postura do presidente Obama. Ele pode jogar de atacante, assinar o tratado e sair como herói da partida ou jogar na defesa, como George Bush. Há de se lembrar que entra em jogo também a credibilidade do presidente americano, já que grande parte de sua campanha estava pautada nos problemas ambientais, agora é a hora de testar a veracidade de seus argumentos.
Já o Brasil – que joga pelo time dos países em desenvolvimento – aparece com “metas ousadas”. Entre aspas porque a tarefa do Brasil deveria ter começado há muito tempo. O ministro Carlos Minc diz que o Brasil levará à COP 15 uma proposta de redução de emissão de gases em 40% e redução do desmatamento na Amazônia em 80%, até 2020. O que parece ser algo tão ousado na verdade é plausível: 70% da nossa liberação de carbono na atmosfera vem das queimadas de florestas. Ou seja, reduzir o desmatamento é igual a reduzir a emissão de gases.
Há nisso duas contradições: com o último apagão, começou a surgir boatos de que o Brasil abriria licitação para novas termoelétricas – o que significa um retrocesso para um país que quer emitir menos carbono. A segunda contradição é que ninguém faz nada gratuitamente no mundo, e o Brasil gostaria de ajuda financeira para evitar esse desmatamento (já que entra no imbróglio de que países desenvolvidos tem que auxiliar financeiramente e com tecnologias a redução de emissão dos países em desenvolvimento). O que isso significa? É provável que haja algum pedido para que a Amazônia seja “internacionalizada” algo que o Brasil luta contra há muito tempo.
Com todo esse jogo posto em prova, resta-nos apenas ficar aqui, na torcida. Enquanto isso eu fico aqui, na medida do possível, no meio campo – distribuindo o jogo para vocês.

Para entender mais:
http://www.mudancasclimaticas.andi.org.br/node/1028?page=0,0
http://www.mudancasclimaticas.andi.org.br/node/1028?page=0,1
http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/desenvolvimento/cop-15-o-que-e-conferencia-partes-copenhague-499684.shtml?func=1&pag=2&fnt=9pt
 http://tecnozilla.info/eco/brasil-com-proposta-ousada-para-o-cop-15/
 http://www.ecodesenvolvimento.org.br/noticias/cop-15-deve-decidir-um-novo-acordo-sobre-o-clima
Read More

Novo layout, velhas inutilidades!

Olá a todos. Antes de mais nada, agradeço imensamente ao meu amigo Rafael Marchesin, quem muito me ajudou e preparou esse novo layout do blog. Fiquei muito contente e espero que vocês também gostem. Além do mais, cada vez mais me surpreendo com alguns amigos que acompanham ao blog, nessa última semana descobri mais dois “amigos leitores” que me deixaram muito feliz. O Pedro e o Lucas Herculano – o último que há muito não vejo e “me pediu” um artigo, o qual estou trabalhando e espero postar na próxima semana.
Pois bem, vamos ao que interessa – ou nem interessa tanto –, notícia do mundo: “polícia russa prende três sem-teto suspeitos de canibalismo” – detalhe: parte do corpo foi comida pelos sem teto e outra parte foi vendida a um quiosque que vende kababs e torta. Isso mesmo, vendido a um quiosque que vende torta. Aprendi muito com essa matéria: jamais reclamarei dos churrasquinhos de gato do Brasil, sempre me lembrarei que na Rússia a carne poderia ser pior!
“Hotel francês oferece a hóspedes uma ‘noite como hamster’”. Isso mesmo, você paga “somente” 99 euros e ganha o direito de comer ração, dormir numa cama de feno e ainda ter uma rodinha para se exercitar:



O detalhe é: tem gente que paga para isso!
“Muçulmanos lotam Grande Mesquita de Meca para o Hajj”. Sem brincadeira nenhuma, eu tenho certeza que o Bin Laden se esconde aí. O cara pode ficar lá a vida inteira vendendo garrafinha de água que seria impossível encontrá-lo no meio de tanta gente – todos barbudos e de burca: dêem uma olhada:

E para quem, como eu, só tinha ouvido falar no começo dos filmes da globo: “morre o produtor de cinema Herbert Richers”. Dono de um dos maiores estúdios de dublagem do mundo, o famoso nome do começo dos filmes morreu aos 86 anos.
“FHC reconhecerá filho que teve com jornalista". O caso que ocorre – e pelo que pesquisei não era segredo para ninguém da imprensa, que simplesmente preferiu abafar o relacionamento – é que FHC teve um filho com a jornalista global Mírian Dutra, em 1991 quando era senador – três anos antes de tornar-se presidente. Após o nascimento da criança e a presidência de FHC, a jornalista foi mandada à Europa, onde está até hoje. O problema maior no caso é: por que a imprensa abafou o caso? É entendível a globo encobrir, mas por que jornais, revistar ou jornalistas nunca bateram de frente contra a rede globo? Outra coisa – qual a garantia que temos que FHC nunca foi chantageado pela Globo durante seu governo? Enfim.. ficam aqui as incógnitas.
Agora, pensem em um cara de sorte: “Petrolífera de Eike Batista anuncia descoberta de pelo menos 500 milhões de barris”. O cara já é bilionário, bon vivant, e ainda tem muita sorte! Ele hoje é quase uma biruta – aquele aperelho de ver a direção do vento, no aeroporto (bom sentido) para os investidores - onde tem seu nome é sinal de bom investimento.
E quem não quer ser esquecido de jeito nenhum? Théo Becker! Olhe as duas notícias que separei especialmente para ele: a primeira, falando da prova ganha por sua ex namorada para fazendeira da semana no programa: "Na hora da prova, eu e e meus amigos demos as mãos e rezamos por ela. Se Andressa não ganhasse, iam votar nela por algum motivo besta" – motivo besta? O fato dela ter sido namorada de Théo Becker já faz motivo suficiente para ela ser expulsa de qualquer coisa que participe: namorou com Théo Becker é igual a perda de 300 pontos em qualquer conceito.
A segunda declaração: "Sempre quis que a gente fosse um casal famoso como o Cauã (Reymond) e a Grazi (Massafera). Agora, ela vai conquistar todo mundo, ela tem o dobro do carisma da Grazi". Para que o sonho de Théo se tornasse realidade faltou só ele ser famoso como Cauã e ela ser famosa como a Grazi. Além disso, pode ser que ela se revele mais carismática que Grazi, mas já é fato que ele não tem – e não terá – o carisma que Cauã tem. Enfim… o Théo Becker é patético. Sempre.
Notícia séria: “erro na conta de luz não obriga a ressarcimento, diz ANEEL”. É a velha falta de reciprocidade: você pode pagar a mais sem problema algum para a empresa, mas experimente pagar a menos e veja o que te acontece… Brasil é Brasil, e será por muitos anos ainda.
Por fim: “casal diz ter visto imagem de Michael Jackson em ultra som”:

Não sou muito a favor do aborto. Mas se o ultra som de meu filho aparecesse com a cara de MJ eu entraria com um pedido de autorização para tal ato na justiça, não por mim – mas por proteção a pobre criança mesmo!
Por hoje é só. E sem nada sobre não ter diploma para falar por aqui!
Read More